Devo pegar um empréstimo para o meu e-commerce?

Essa pergunta certamente passa pela cabeça de muitos empreendedores. Afinal, não basta ter boas ideias de negócio, é preciso conseguir meios reais de capitalizar seu empreendimento. Quando as reservas próprias não são suficientes para garantir a expansão do seu e-commerce, o empréstimo financeiro pode ser uma boa pedida.

Mas cuidado! Os empréstimos podem ao mesmo tempo ser a solução ou se tornarem um grande problema para a sobrevivência da sua empresa. Por isso, separamos para o post de hoje algumas informações sobre empréstimos, suas principais vantagens e desvantagens. Confira!

Planeje suas finanças

Antes de decidir se vale ou não a pena recorrer a um empréstimo financeiro, é muito importante que você tenha em mãos um planejamento completo do seu e-commerce. Concorrência, volume de vendas e público-alvo precisam ser conhecidos e aferidos com frequência, assim como o fluxo de caixa, estoque de produtos e gastos fixos e variáveis também devem ser monitorados. Com esses dados em mãos, terá condições de avaliar se o negócio realmente precisará desse investimento.

Saiba quando recorrer ao empréstimo

Existem algumas situações que justificam que o empreendedor recorra a um empréstimo para turbinar ou até mesmo salvar seu e-commerce, mas também há momentos em que essa decisão pode ser um “tiro no pé”. Vamos analisar:

  • Caso positivo: aprimoramento do serviço — seu e-commerce é viável e você já tem uma clientela e demanda real para crescimento nas vendas, mas não possui recursos para adquirir estoque ou diversificar os produtos.
  • Caso negativo: pagamento de contas — não pegue empréstimos para pagar contas, pois isso já é um sinal claro de que o negócio não está funcionando como devia. Talvez seja mais vantajoso rever suas estratégias e redirecionar seu ramo de vendas.
  • Caso positivo: contratação de mão de obra — seu comércio eletrônico cresceu mais rápido do que o previsto e você precisa de mais funcionários, mas não tem como custeá-los de imediato.
  • Caso negativo: pagamento de dívidas antigas — não vale a pena adquirir empréstimos novos para pagar os anteriores. Essa medida pode se tornar uma bola de neve que “engolirá” seu e-commerce.

Analise as vantagens e as desvantagens

O empréstimo bancário, quando feito no momento certo, pode ser benéfico, pois as despesas com juros podem ser reduzidas no imposto de renda de quem recorre a ele. Se a taxa de juros for fixa, ainda é mais vantajoso. Mas atente-se a estas taxas! As mais altas do mercado são as praticadas pelos bancos no cartão de crédito, que chegam a ultrapassar 11% ao mês. Por isso, feche empréstimos com juros honestos e não aceite abusos.

É importante contar com o serviço de um contador de confiança antes de adquirir o empréstimo, pois a maior desvantagem de empresas endividadas é que elas têm seu risco aumentado. Portanto, seu e-commerce terá de apresentar um desempenho ainda melhor do que o atual para sobreviver. O empréstimo é coisa séria, então, calcule exatamente o quanto a dívida vai levar do seu orçamento todos os meses.

Tenha alguns cuidados extras

Se o seu e-commerce não conseguir fundos para pagar ao menos os juros mensais, você pode ir à falência. Tenha cautela com relação a quem vai te emprestar o dinheiro e fuja de pessoas e empresas “sujas” no mercado, pois elas podem comprometer as transações do negócio. Tome muito cuidado também com os empréstimos ilegais. Você poderá ser penalizado, pois agiotagem é crime no Brasil.

Agora que já está ciente das vantagens e desvantagens de se adquirir um empréstimo, compartilhe suas dúvidas e opiniões com a gente! Será um prazer poder ajudar! Até a próxima!


Comentários

Comentários

Equipe iSET

Somos os maiores especialistas em e-commerce no Brasil! Quer começar sua loja virtual? Fale conosco.

Um comentário em “Devo pegar um empréstimo para o meu e-commerce?

  • 25 de março de 2016 em 07:06
    Permalink

    O problema é que muitas pessoas pegam empréstimos para encobrir o problema e não resolver.
    Como foi dito pela equipe, não se deve pegar empréstimo pra pagar as contas, mas deve-se se possível encontrar soluções mais viáveis. Como por exemplo fugir do cartão de crédito e procurar as modalidades com taxas mais baixas no mercado financeiro.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *