6 dicas para melhorar a fotografia de produtos em seu e-commerce

Um dos maiores desafios das lojas virtuais é a limitação do contato direto com o produto. O cliente não tem como tocar, mas a interatividade das imagens e vídeos podem ajudar muito nesse aspecto. A fotografia de produtos em e-commerce é, portanto, fundamental para realizar ou não uma venda. Daí a necessidade de disponibilizar imagens nítidas e relacionadas ao tema.

Neste post apresentamos sugestões de como ajustar as imagens para gerar conversões. O ideal é que sejam as mais profissionais. Para isso adote algumas destas práticas. Confira:

1. Tenha uma pré-produção

Vai contratar os serviços de um fotógrafo profissional ou vai fotografar você mesmo? Independentemente da escolha, será necessário ter alguns cuidados com a produção a fim de otimizar o tempo e assegurar a qualidade das fotografias. Por isso, prepare tudo antes: luz, produtos, modelos, itens de iluminação, cenários e o que mais for preciso antes de começar a clicar.

Além de tudo isso em mãos, defina um conceito e tente segui-lo em todas as fotografias. Também é possível orientar o estilo em grupos, conforme o segmento. Organize tudo, monte uma agenda e determine um cronograma para a seção de fotos.

2. Cuide da iluminação da fotografia de produtos em e-commerce

Se forem fotos externas, a intensidade e ângulo ideais de luz variam entre 6 e 10 da manhã e das 16 às 18:30, no máximo. Outro horário pode não trazer o resultado esperado. Se forem fotos internas, terá de providenciar fontes de luz. Três pontos de luz são interessantes para dar profundidade, mas se houver só um ponto, que fique atrás do fotógrafo para a sombra ficar além do objeto fotografado.

A luz deve realçar as qualidades do produto e diminuir as imperfeições. Desligue o flash, uma vez que a luz produzida é dura e pode criar reflexos. Lembre-se de que uma boa luz vai exigir menos retoques.

3. Mescle fotos de diferentes ângulos

Fotos mais amplas e com focos específicos são importantes para aumentar a perspectiva dos clientes, permitindo que eles possam perceber os detalhes do produto. Por isso, é necessário pensar detalhes que são fundamentais para facilitar a decisão do cliente.

4. Disponibilize fotos em alta resolução

A resolução pode variar conforme a plataforma, mas geralmente é funcional manter as imagens em 1000px e 72DPIs. A alta resolução vai além das imagens com grandes quantidades de pixels.

É necessário que as fotos sejam nítidas, estejam bem focadas e fiéis ao produto original. Daí a necessidade de não abusar no tratamento para evitar devoluções e reclamações.

5. Opte por fotos 360º

As fotos 360º se tornaram indispensáveis em alguns segmentos e já foram adotadas por muitas lojas virtuais. Há softwares disponíveis para o tratamento, mas exige equipamentos específicos.

Avalie com o fotógrafo essa possibilidade e como elas podem ser inseridas no e-commerce.

6. Não deixe as imagens para segundo plano

Evite deixar a captação e preparação das fotos de lado, pois as fotos fornecidas pelo fabricante, aquelas encontradas na web e aproveitadas da concorrência podem não ter uma boa resolução ou gerar situações desagradáveis.

De fato, a fotografia de produtos para e-commerce são importantes para gerar conversões. Entre os benefícios de adotar boas técnicas, podemos listar:

  • melhora o índice de conversão do e-commerce;
  • reduz o volume de carrinhos abandonados;
  • diminui os contatos do cliente apenas para saber a respeito do produto;
  • aumenta a credibilidade do negócio;
  • minimiza o número de devoluções.

Gostou do que leu sobre fotografia de produtos em e-commerce? Aproveite para seguir nossas redes sociais e ler mais conteúdos interessante e voltado para você. Acesse nosso Facebook e Twitter!


Comentários

Comentários

Equipe iSET

Somos os maiores especialistas em e-commerce no Brasil! Quer começar sua loja virtual? Fale conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *