5 práticas que você precisa adotar para seu sexshop virtual dar certo

Atualmente, é natural que empreendedores tenham interesse em investir no e-commerce. Afinal, a rápida exposição de produtos e serviços para clientes e as facilidades no processo de venda são alguns dos atrativos que valorizam cada vez mais a criação de uma loja eletrônica. Mas não basta criar uma página e colocá-la na rede. Mais do que isso, é preciso ter um bom plano e seguir algumas regras — que variam de acordo com o negócio. O comércio de produtos eróticos, por exemplo, tem suas especificidades. Por isso, criemos esse guia 5 práticas que você precisa adotar para seu sexshop virtual dar certo. Confira:

Mantenha o anonimato

Esse é talvez um dos pontos mais importantes, e uma das principais vantagens que um sexshop virtual tem sobre uma loja física. Querendo ou não, sexo ainda é um tabu, e os clientes dessas lojas podem sofrer com o constrangimento. Portanto, garantir o total anonimato dos visitantes e compradores do site é fundamental. Assim, eles se sentirão confortáveis para poder acessar a loja e comprar, quem sabe até mais de uma vez.

Garanta a variedade de produtos

Não se engane: qualquer pessoa pode estar interessada em um artefato erótico. Portanto, a não ser que seu foco seja um público muito específico, faça questão de pensar sua loja para todos os gêneros e também orientações sexuais. Dividir os produtos em tags pode ajudar o usuário a achar rapidamente o que procura. Mas lembre-se de não criar barreiras! Não tem por que um homem não estar à procura de um objeto que seja tradicionalmente de maior demanda feminina, por exemplo.

Facilite a experiência do usuário

Falar sobre venda na internet não é apenas pensar em um cliente na frente de uma tela de computador. É de extrema importância que a loja eletrônica esteja preparada para receber visitantes de diferentes tipos de plataformas, como smartphones e tablets. Além disso, é preciso garantir que todos eles tenham uma boa experiência. O site deve ter um layout limpo, sem propagandas invasivas, por exemplo — o que mantém o foco do usuário nos produtos.

Forneça o máximo de informações

Esse item muitas vezes tem sua relevância subestimada, e desprezá-lo pode ser um erro fatal. Ofereça a maior quantidade de informações possível. Seja sobre a loja, sobre a compra, sobre o produto. Não importa: facilite a vida do cliente. O tempo que o usuário perde para resolver uma dúvida pode ser o momento de desistência de uma compra. Além de fornecer o máximo de dados, tenha um meio de contato que esteja sempre a postos para tirar as dúvidas do cliente.

Valorize o cliente

A compra foi realizada e tudo deu certo. Mas ainda não é hora de cruzar os braços! É importante manter uma boa relação com o cliente. Um simples e-mail perguntando se tudo correu bem pode fazer toda a diferença para uma futura compra na loja. Além disso, você deve valorizar o feedback que esses consumidores vão te dar. Elogios e críticas precisam ser levados em conta na manutenção do site e podem te ajudar a criar estratégias de vendas e ofertas.

Gostou das dicas? Já está preparado para abrir seu sexshop virtual? Conte para gente nos comentários o que você achou! Aproveite a visita em nosso blog e descubra quais são os 5 erros que sua loja não pode cometer!


Comentários

Comentários

Equipe iSET

Somos os maiores especialistas em e-commerce no Brasil! Quer começar sua loja virtual? Fale conosco.

2 comentários em “5 práticas que você precisa adotar para seu sexshop virtual dar certo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *