Afinal, o que é Whitelabel?

Podemos dizer que, hoje, há praticamente todo tipo de serviço na internet, pois ela é vista como um dos principais canais para adquirir e fidelizar clientes, independente do mercado de atuação da empresa.

Afinal, o consumidor está cada dia mais presente nesse meio e entende que ele é o que mais atende às suas necessidades. Apesar disso, ainda há muito espaço para crescimento quando falamos, principalmente do comércio eletrônico.

Por isso, é preciso inovar e encontrar alternativas para que a presença nesse ambiente seja diferenciada, além de oferecer destaque para que a empresa tenha vantagens perante os seus concorrentes.

Nesse post, vamos falar sobre o que é Whitelabel, um dos modelos de negócios que mais se consolida na internet. Ficou interessado? Então, acompanhe e tire suas dúvidas!

O que é Whitelabel?

A tradução literal para Whitelabel é “marca branca”. Quando aplicamos esse termo ao e-commerce, chegamos em um modelo de negócio em que empresas oferecem as suas plataformas para que outros negócios possam vender seus produtos.

Na prática, ao invés da empresa gastar recursos desenvolvendo uma solução tecnológica para vender seus itens na web, ela contrata uma outra que é especialista nessa ação. Ou seja, ela adquire uma solução “pré-pronta”, não precisando contratar uma equipe para esse desenvolvimento.

Há casos em que é possível também trabalhar no modelo de revenda, ou seja, o negócio fornece os produtos para que a empresa que detém uma plataforma de e-commerce possa vendê-lo livremente.

Como surgiu o Whitelabel?

Pode até não parecer verdade, mas o Whitelabel surgiu no mundo da música. Há algum tempo, as gravadoras forneciam músicas para DJs famosos remixarem da sua maneira e divulgá-la para seu público. Isso ajudou muitas delas a bombarem nas rádios e boates.

Na internet, a primeira ação de Whitelabel aconteceu em 2001. Nela, um varejista do e-commerce fornecia telefones para as empresas venderem seus produtos e ganharem comissão com a sua própria marca.

Quais as vantagens do Whitelabel?

Dentre as vantagens que a adoção desse modelo pode trazer, destacamos:

  • Menor chances de cometer erros, pois está deixando toda parte de tecnologia com um parceiro que sabe do assunto;
  • A empresa fica livre para focar no que sabe fazer, sem perder tempo com algo que não é sua especialidade;
  • Redução de custos;
  • Aumento da satisfação do cliente, que terá mais chances de viver uma boa experiência de compra;
  • Rapidez no desenvolvimento da solução, ou seja, a loja online poderá ir ao ar muito mais rápido.

Qual a diferença do Whitelabel para uma franquia?

O modelo de Whitelabel pode muitas vezes ser confundido com o modelo de franquia. De fato, eles são muito parecidos, principalmente quando se trata de fornecimento de uma solução para alguém replicá-la.

Porém, o modelo de Whitelabel é muito menos burocrático e muito mais flexível, pois ele não exige um investimento financeiro inicial muito grande e também é totalmente adaptável para as marcas que contratam essa solução.

Ou seja, é um modelo que atua muito mais nos “bastidores” da venda do que na questão da definição do que será vendido.

Agora que você já sabe o que é Whitelabel, assine a nossa newsletter para ficar por dentro das nossas novidades!


Comentários

Comentários

Thiago Távora

Gerente de Marketing da empresa iSET. Formado em Gestão de Marketing. Especialista em Marketing DIgital e Mídias Sociais. Atuando como Gerente comercial e Negócios. Experiência profissional de mais de 10 anos na área de Internet. Apaixonado por esportes, filmes de ficção científica e amante de música eletrônica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *