Entenda o crescimento do mercado de suplementos alimentares

Na contramão da economia brasileira, o mercado de suplementos alimentares vem apresentando crescimento contínuo no país, se transformando em um excelente atrativo para quem busca novos nichos de mercado. Longe de estagnar, este segmento promete expansão ainda maior nos próximos anos, o que aumenta a capacidade de atração de novos investidores que desejam montar uma loja de suplementos alimentares. Entenda nesse artigo os motivos desse crescimento:

A mídia espontânea

Atualmente a imagem das pessoas que mantêm hábitos saudáveis está por todos os lados — nas propagandas de produtos diversos, nos programas de televisão, nas revistas e no cinema —, e essa é a imagem que formadores de opinião cultivam ao lado do sucesso que conquistam. Felizmente, esse é um reconhecimento da importância da nutrição e dos exercícios físicos para a qualidade de vida das pessoas — o que gera uma mídia espontânea contínua para os hábitos saudáveis, que incluem a suplementação alimentar.

O boom das academias

De acordo com levantamento do International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA) realizado no ano passado, o Brasil é o 2° país no mundo com maior número de academias, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, e figura entre os 18 países com maior número de academias por habitante. Segudo o IHRSA, hoje temos quase 32 mil academias em território nacional, cerca da metade de todas as academias da América do Sul, que recebem quase 8 milhões de alunos.

Em comparação com o mercado norte-americano, há muito espaço para crescimento. No Brasil apenas 4% da população frequenta academias, contra 14% da população dos Estados Unidos.

De acordo com o Sebrae, em apenas 5 anos (de 2007 a 2012), o mercado de academias apresentou crescimento de 133%. Mesmo com desaceleração, essa tendência de crescimento permaneceu na ordem 13% ao ano e continua com boas perspectivas para 2016.

Naturalmente, quanto maior o mercado fitness, maior a atração por suplementos alimentares.

Os outros mercados

Se antes a dedicação da indústria de suplementos se voltava muito mais para os atletas, hoje há uma atenção maior com relação a outros tipos de públicos não tão dedicados aos exercícios, mas que compreendem que uma suplementação pode ser positiva, inclusive, para a prática amadora de esportes ou mesmo nas atividades rotineiras. Ainda, há a indicação de suplementação para pessoas que têm alguma deficiência nutritiva que precise ser compensada.

Somando todos os públicos, a Associação Brasileira dos Fabricantes de Suplementos Nutricionais e Alimentos para Afins Especiais (Brasnutri) registrou um crescimento de 6% no mercado nacional de suplementação alimentar no primeiro semestre de 2015, e aponta que o ano tenha fechado com um crescimento em torno de 15%.

Novamente se compararmos esses números com os do mercado norte-americano, que cresce na média 5% ao ano, podemos afirmar que a situação por aqui é muito boa.

A preferência do brasileiro

Independentemente de praticar exercícios físicos ou não, o brasileiro adora os suplementos alimentares. Tanto que uma pesquisa patrocinada pela Abenutri em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad) e a Associação Brasileira das Empresas do Setor Fitoterápico, Suplemento Alimentar e de Promoção da Saúde (Abifisa) apurou que 54% dos brasileiros consomem algum tipo de suplemento alimentar. Entre os principais apontados na pesquisa estão os que contêm:

  • o ômega-3;

  • o óleo de fígado de bacalhau

  • os multivitamínicos;

  • as proteínas

  • as fibras;

  • os minerais.

O e-commerce

Como em vários segmentos, o e-commerce tem se afigurado como uma ferramenta decisiva para o sucesso de empreendedores que optam pelo mercado de suplementos alimentares. Considerando a praticidade para as compras que o comércio eletrônico oferece, a possibilidade de analisar com tranquilidade as informações dos produtos — que podem ser comparadas com dados disponíveis na internet — e o conforto que o comprador tem de poder receber as compras em casa, mutos empreendedores têm escolhido a plataforma eletrônica.

É o caso da Centralfit, que entre 2012 e 2014 conseguiu triplicar a receita da empresa apostando fortemente no e-commerce. Já a Espartanos apostou em quadruplicar a produtividade via e-commerce durante 2015. Outro exemplo de sucesso incontestável é a Madrugão Suplementos, que mensalmente recebe 1 milhão de visitas.

Para saber mais sobre o e-commerce de suplementos, deixe aqui o seu comentário.


Comentários

Comentários

Equipe iSET

Somos os maiores especialistas em e-commerce no Brasil! Quer começar sua loja virtual? Fale conosco.

4 comentários em “Entenda o crescimento do mercado de suplementos alimentares

    • 7 de novembro de 2016 em 17:12
      Permalink

      Olá! Fico contente que curtiu o post, mas continue nos acompanhando pois toda semana trazemos alguma novidade pra vocês!

      Resposta
  • 11 de fevereiro de 2017 em 21:10
    Permalink

    obrigado pelo post! Tem como me informar qual site -marketplaece é o campeão em vendas de Suplemento Alimentar para eu poder vender?
    Att Leonardo Pires

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *