É possível aplicar o marketing sensorial no seu e-commerce?

Todas as experiências do ser humano incluem, pelo menos, um dos sentidos — visão, tato, olfato, audição e paladar. Sabendo disso, diferentes empreendedores buscam formas de ampliar as experiências de seus clientes a partir do estímulo de diferentes sentidos. Como consequência, o reconhecimento com a marca e seus produtos tende a ser maior. Essa tática — usada tanto em lojas físicas quanto virtuais — ficou conhecida como marketing sensorial.

Saiba como o marketing sensorial funciona e inclua essa ideia no seu e-commerce:

O que é marketing sensorial

O marketing sensorial é, como o próprio nome indica, uma tática que envolve a estimulação dos sentidos do corpo humano. Ele pode ser aplicado em diferentes tipos de estabelecimentos, levando em conta o tipo de produto ou de serviço oferecido.

Boa parte dos restaurantes e das padarias se aproveitam do marketing sensorial para atrair mais consumidores. Em alguns casos, o gerente do local nem tem esse objetivo em mente, mas se beneficia com a atração pelos sentidos por meio do cheirinho de pão recém-tirado do forno, por exemplo.

Como explorar os sentidos do consumidor

Ao aplicar o marketing sensorial de maneira consciente, você consegue alcançar diferentes objetivos. Um som ambiente que transmita paz e tranquilidade pode ser útil para manter as pessoas por mais tempo dentro de um estabelecimento, enquanto uma vitrine bem decorada pode valorizar a qualidade dos itens expostos.

Muito mais do que otimizar as vendas por meio da atração, o marketing sensorial também é valioso para a fidelização de clientes. Por meio de recursos que ativam diferentes sentidos, o empreendedor garante o reconhecimento de sua marca no mercado. Por exemplo:

  • visão: a elaboração de um design de logotipo agradável;
  • olfato: a associação de um cheiro específico à loja;
  • paladar: a criação de um sabor único e característico dos seus produtos.

Como aplicar o marketing sensorial em uma loja virtual

Para quem trabalha com e-commerce, o marketing sensorial também pode ser uma excelente ferramenta de atração. A única diferença para as lojas físicas, nesse caso, é que as sensações são limitadas pelo ambiente on-line.

No mundo digital, ainda não podemos experimentar os sentidos de tato, olfato e paladar; entretanto, podemos utilizar de diversos outros recursos que possibilitem uma aproximação. Veja:

Capriche na descrição

Se você trabalha com produtos alimentícios, fragrâncias ou objetos de uso pessoal, abuse da descrição dos produtos para compensar a falta dos sentidos tato, olfato e paladar. Descreva algumas características como textura, consistência, sabor e aromas que poderão dar uma ideia do que está oferecendo ao consumidor.

Invista em um bom layout

Ter uma loja on-line não é desculpa para esquecer da estética do espaço. Atraia seus consumidores com um design de página bonito e personalizado de acordo com o estilo da loja/empresa. Assim, seus visitantes terão vontade de permanecer mais tempo nas páginas dos produtos.

Crie uma lista musical

Conheça seu público consumidor e monte uma playlist para que toque durante a navegação pela loja. Um som agradável pode ser decisivo na sensação de bem-estar durante a visita e a visualização de produtos.

Use fotos dos produtos

Certifique-se de que as fotos dos produtos estejam visíveis e bem apresentáveis ao observador. Uma dica legal para quem trabalha com mercadorias para espaços, como mobílias e eletrodomésticos é disponibilizar na loja algumas fotos com o produto em seu local de uso. Assim, o cliente tem maior noção de como ficará aquele produto na sua casa.

Agora que você sabe que é, sim, possível aplicar o marketing sensorial em uma loja virtual, leia o post “A importância do design no seu e-commerce”!


Comentários

Comentários

Equipe iSET

Somos os maiores especialistas em e-commerce no Brasil! Quer começar sua loja virtual? Fale conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *