Sexto Passo – Defina suas formas de frete e envio de mercadorias

Você já sabe o que vender e já escolheu seus fornecedores. Sua plataforma de e-commerce já tem uma identidade visual integrada com sua marca. O domínio do site está registrado e sua empresa já contratou uma boa plataforma de e-commerce e serviço de hospedagem. Sua loja virtual está quase pronta para ser lançada! Entretanto existem outras questões importantes a serem resolvidas antes. Dentre elas destaca-se a logística para o frete, envio e entrega dos produtos.

A primeira coisa que se deve ter em mente em termos das formas de envio e frete de mercadorias é que este passo representa o momento em que o cliente vai de fato completar a compra feita na sua loja virtual. Por isso é muito importante que o consumidor continue tendo uma boa experiência até o momento da entrega.

Seja impecável com a forma de embalagem dos produtos. Sobretudo não prometa prazos que não pode cumprir. É mais indicado estender o número de dias úteis da entrega por um preço final mais barato para o cliente do que cobrar caro e atrasar na entrega da encomenda. Por isso, pondere algumas questões antes de definir as formas de frete que oferecerá em seu e-commerce. Lembrando-se de que quanto mais opções disponíveis ao cliente, mais consumidores em potencial. Confira a seguir as principais formas disponíveis no módulo de envio e frete de produtos de sua loja virtual.

Correios

É importante ressaltar que taxas de frete muito altas podem assustar os clientes. Por isso, certifique-se de oferecer possibilidades de entrega que variam de prazo e de preço. O mais indicado para e-commerce que estão se lançando no mercado é realizar um contrato para envio e frete com os Correios. Além de ser um serviço já conhecido dos clientes, a empresa tem tarifas que variam de acordo com o prazo. O cliente pode decidir por encomenda registrada, pelo PAC, que é a encomenda econômica, além das variadas opções do Sedex. Sendo que este último possui um serviço voltado exclusivamente para o e-commerce, o eSedex, que possui tarifas econômicas. O valor final do frete é calculado a partir do CEP informado pelo cliente.

Transportadora

Com o crescimento da empresa deve-se avaliar a possibilidade de parceria com uma transportadora, de forma a obter descontos para as entregas e diluir o valor final cobrado do consumidor. Negocie com a empresa de transporte estes valores planejando possibilidades de ofertas e frete gratuito, ações que certamente atraem os clientes. Seu objetivo aqui é reduzir os custos de frete e envio ao máximo, tornando-os um diferencial de seu e-commerce. O cálculo do frete nesta opção pode ser diluído entre sua empresa, o consumidor final e a transportadora. É possível oferecer preços mais baixos para entregas nas capitais, por exemplo.

Entregas alternativas

É interessante avaliar formas alternativas de entrega para oferecer ainda mais opções aos clientes. Se sua loja virtual está integrada a um estabelecimento comercial físico vale a pena possibilitar ao cliente a retirada do produto pessoalmente. Dependendo do porte de seu negócio e de sua localização um serviço de motoboy pode ser também uma boa opção para sua empresa e para o cliente. Por isso, ao definir as opções de envio dos produtos de sua loja virtual considere também estas formas de entrega alternativa.

Para continuar aprendendo o passo a passo de como montar a sua loja virtual, fique ligado no blog da iSet!

 


Comentários

Comentários

Equipe iSET

Somos os maiores especialistas em e-commerce no Brasil! Quer começar sua loja virtual? Fale conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *